Papa Francisco disse que a conversão é a palavra-chave para o tempo da Quaresma. O Santo padre fez este pronunciamento durante a missa, no dia 18 de Março de 2014, na Casa Santa Marta, no Vaticano.
Comentando a primeira Leitura, extraída do Livro de Isaías, observou que o Senhor chama à conversão duas “cidades pecadoras” como Sodoma e Gomorra. Isso significa que todos “precisamos mudar de vida”. Todavia, advertiu, o Senhor pede uma aproximação sincera e nos adverte quanto à hipocrisia.
De acordo o Santo Padre Quaresma, é para ajustar a vida, arrumá-la, mudar de vida para aproximar-se do Senhor. O sinal de que estamos distantes do Senhor é a hipocrisia. O hipócrita não necessita do Senhor, pensa que se salva sozinho, e se fantasia de santo. O sinal de que nós nos aproximamos do Senhor com a penitência, pedindo perdão, é que nós cuidamos dos irmãos necessitados. Que o Senhor nos dê a todos luz e coragem: luz para conhecer o que acontece dentro de nós e coragem para nos converter, para nos aproximar do Senhor.
Socorram o oprimido, façam justiça ao órfão, defendam a causa da viúva. Cuidar do próximo: do doente, do pobre, do necessitado, do ignorante. Esta é a medida de comparação. Os hipócritas não sabem fazer isso, não podem, porque estão tão preocupados com si mesmos que estão cegos para olhar para os outros. Quando alguém caminha um pouco e se aproxima do Senhor, a luz do Senhor o faz ver essas coisas e vai ajudar os irmãos. Este é o sinal, este é o sinal da conversão.

Fonte: catolicanet

Share This