Por ocasião do XXXIV, conselho geral da Caritas de Angola realizado nos dias 11 e 13 de Fevereiro de 2014, e da tomada de posse do Sr. Eusébio Amarante Guengo, na qualidade de Director Geral da Caritas de Angola, a Irmã Marlene Elisabete Wildner, que durante 5 anos foi a Directora Geral da Caritas de Angola. Deixou algumas recomendações.
• Uma monitoria próxima à implementação do 2º Plano Estratégico nas regiões;
• Continuar a conscientização e visibilização da dimensão pastoral da caritas e aqui chamo à atenção que o 1º passo é criar um sistema de formação inicial e permanente para as pessoas que lideram a caritas;
• Recomendo aos Sr./as directores/as e apelo aos Senhores Bispos transparência contra a falsificação. A elaboração de relatórios narrativos e financeiros e a sua pontualidade. A seriedade e a qualidade da acção de uma Instituição se mostra nisto. Sem nos esquecermos que um bom relatório é consequência de uma boa implementação onde os resultados são visíveis quantitativamente e qualitativamente.
• Recordo que a Caritas não é uma ONG, estamos todos a serviço dos empobrecidos e os recursos colocados a nossa disposição são deles, dos empobrecidos. A nós cabe apenas a missão de fazê-los chegar e fazer produzir da melhor forma.

Dirigindo-se ao novo Director Geral e aos membros do Conselho proferiu o seguinte:

Caríssimo Eusébio você participou e liderou junto comigo o processo realizado até aqui e só assim foi possível porque para este efeito era necessário a presença de alguém que tivesse profundo conhecimento da história e da situação da Caritas. Portanto a missão que a Igreja te confia é aquela de continuar e liderar em primeira pessoa este processo.
Caro Eusébio, que você e a Caritas podem continuar a contar com o meu apoio e estarei próxima da mesma forma como sempre pude contar com a tua presença a ajuda durante estes 5 anos.
Excelências reverendíssimas Senhores Bispos da CEAST, Vós que tendes confiado em mim e me apoiado durante estes anos expresso minha gratidão e reconhecimento.
Todos vós que fizeram parte da minha vida na Caritas quereis fazer minhas as palavras de São Paulo aos Filipenses: “Todas as vezes que me lembro de vós, dou graças ao meu Deus, sempre em toda a minha oração rezo por todos vós. É uma oração que faço com alegria por causa da Vossa participação no anúncio do Evangelho desde o primeiro dia até agora” (Fil, 1,3 – 5).

Share This