Para celebrar o dia nacional da Caritas de Angola (3º domingo da Quaresma), a Caritas Diocesana de Benguela realizou no dia 22 de Março de 2014, a primeira Assembleia Ordinária da Caritas da Zona Norte – Lobito, na Paroquia de Sagrado Coração de Jesus – Catumbela, sob a presidência do Reverendo Padre Manuela Kalemba, director diocesano da Caritas, Reverendo Padre José António Mombo, arcipreste da zona Lobito Sul e o Padre Paulino Koteka, superior da Missão Católica da Catumbela, a Senhora Rosária Nawakemba Saiacwa, coordenadora nacional da Promaica, autoridades governamentais e representante de movimentos e grupos apostólico Sob o lema, Caritas: sou Eu, És Tu Somos Nós.
Participaram da assembleia 180 delegados provenientes das paróquias e Missões controladas pela subcomissão da Caritas. Os representantes das paróquias e as missões presentes apresentaram os relatórios narrativos e financeiros referentes ao ano de 2013, da qual se destacaram as seguintes actividades: Alfabetização na época lectiva passada foram matriculados 3.600 alunos; Saúde 20.000 pessoas receberam assistência médica e medicamentosa sobretudo as crianças e as gestantes, visita aos doentes, assistência material e espiritual aos mais necessitados.
No segundo momento tiveram uma reflexão sobre a história, missão e perspectivas da Caritas Local e Nacional.
Na optica dos participantes: “ a presente assembleia serviu para mostrar e recordar que a Caritas existe em todo lugar, em que cada baptizado, cristão se comprometa a ser outro Cristo.

No final da assembleia, os delegados concluíram o seguinte:
Conclusões
a) A caridade como coração da Igreja devem ser a virtude e a prática na vida do dia a dia de cada cristão lá onde ele se encontre. A ser assim, deve se incentivar as actividades das práticas caritativas em todas as paróquias Missões, Centros e Capelas, nos Organismos, Associações e Movimentos Apostólicos.
b) Que nas Paroquias onde existe a Caritas, a Promaica e a Pastoral da Crianças e os Vicentinos, promovam conjuntamente as actividades caritativas em prol dos irmãos carentes sem distinção.
c) Promover as actividades de visitas de troca de experiencia com outras paróquias da nossa Diocese
d) Que haja iniciativas de criação de projectos locais geradores de fundos para assistência aos irmãos carentes, sejam eles de dias fixados pela Paroquia para a criação de fundo local, a contribuição individual dos membros da Caritas assim como a participação de todos os Movimentos e Cristãos em geral.

Recomendações
a) Que os Párocos juntos dos Conselhos Paroquiais continuem a animar os grupos da prática Caritativa – Caritas e Vicentinos – incentivando-os nas iniciativas locais que visem a organização de fundos em prol do irmão carente.
b) Que haja coordenação das actividades da Caritas a nível de Paroquias, Arciprestados e deste para a Diocesana e vice-versa, no âmbito da Pastoral Social.
c) Que todas as realizações e programações estejam em coordenação com os assistentes espirituais juntos dos Párocos .
d) Que as Caritas Paroquias e Zonais continuem a realizar as suas reuniões nos dias marcados, incentivando também os jovens a aderirem à Caritas como Organismos Social da Igreja Católica.
e) Que os projectos de alfabetização sejam extensivos para as paroquias onde não existe e, que se estabeleçam as relações de parcerias com os Ministérios da Educação e da Saúde para uma colaboração mais efectiva.
No final houve a realização da missão, que foi presidida pelo Director da Caritas Diocesana de Benguela, Pe. Manuel Kalemba que durante a sua homilia destacou “é preciso apostar na juventude para que tenham um futuro garantido sobretudo a continuidade do trabalho da Caritas, em todos os lugares”.

Share This