Realizou-se, entre os dias 14 e 19 de Maio, o 2º seminário intensivo do Curso de formação on job em Gestão de Organizações Sociais, o qual reuniu 30 participantes provenientes de 16 dioceses, em representação das Caritas Diocesanas, da Direcção-Geral e de outros movimentos da Igreja Católica que actuam na área social como a Promaica (Promoção da Mulher Angolana na Igreja Católica) e a CEPAMI (Comissão Episcopal da Pastoral para os Migrantes e Itinerantes). O seminário, subordinado ao tema “Cooperar, Comunicar e Influenciar para a Mudança Social”, realizou-se no âmbito do projecto Twendela kumwe que significa “Caminhamos juntos”.

O programa do seminário abordou quatro temáticas: parcerias e comunidades de prática, lobbying e advocacia social, comunicação interna e externa e angariação de fundos. Os participantes consideraram os temas propostos muito pertinentes e reconheceram a utilidade das técnicas, experiências e instrumentos abordados durante a formação para a implementação de uma nova dinâmica organizacional nas Caritas Diocesanas de todo o país: “Com essas ferramentas todas, acredito que vamos mudar o funcionamento da Diocese do Dundo, que estamos a reactivar”, referiu Jaime Muali, representante da Caritas Diocesana do Dundo (Lunda Norte).

“Quero parabenizar a Direção-geral (…). Esta [formação] foi especial tendo em conta uma certa mudança que pretendemos fazer na instituição. Parece que o tema foi ao encontro das perspectivas que temos lá na instituição. Os facilitadores foram bons, houve uma vasta gama de informação (…). Todos os temas são pertinentes, mas para mim, que nunca imaginei que para uma comunicação tinha que ter um plano, aprendi que sempre que me tiver que comunicar, sair fora da instituição, falar com pessoas, ainda que não ponha no papel, devo idealizar uma matriz de planificação de comunicação (…). Só me resta expressar aqui o meu muito obrigada e até à próxima”, concluiu Fortes Teixeira, da Caritas Arquidiocesana de Luanda. Os participantes realçaram a importância de iniciativas como esta, que representam uma boa oportunidade para reunir os membros da Caritas a nível nacional e reflectir sobre as questões e desafios que se colocam à Caritas de Angola no actual contexto de progresso e desenvolvimento em que Angola se encontra, mas onde muitas situações de carência e desigualdade subsistem.

Na sessão de encerramento, Eusébio Amarante, vice-director da Caritas de Angola evidenciou a importância do trabalho e da mudança a realizar nas dioceses e deixou um repto ao participantes: “Por detrás do vosso trabalho, que pode parecer inútil, vai acontecer muitas coisas. Mas só depende de vós. Da parte da Direção-Geral nós já começámos (…) Vós sois os continuadores deste trabalho”. A FEC, representada pelo seu administrador executivo, Jorge Líbano Monteiro, elogiou o bom relacionamento e o trabalho que tem vindo a ser realizado no âmbito do projeto e da parceria com a Caritas de Angola e evidenciou a responsabilidade de cada um dos participantes enquanto “motor da mudança e não a carruagem que vai atrás”.

Implementado pela Caritas de Angola e pela FEC, com financiamento do Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento (IPAD), o projeto Twendela kumwe – Capacitação Institucional da Caritas de Angola tem a duração de dois anos (2011-2012). Em Fevereiro de 2012 o projeto foi avaliado por uma equipa mista (Caritas de Angola e FEC), a qual, no relatório que apresentou ao IPAD em Março de 2012, confirmou a boa execução das actividades previstas e analisou o progresso das actividades face aos resultados que o projecto visa alcançar, tendo também elaborado recomendações relativamente às ações previstas para o ano de 2012.

As actividades de formação no âmbito do projecto prosseguem durante o corrente ano, com diversos seminários nas cinco regiões. O projecto prevê ainda a elaboração do manual de procedimentos da Direção-Geral, a concepção e lançamento do website da Caritas de Angola (http://www.caritasangola.org), a operacionalização da base de dados de recursos humanos e de projectos e a recolha e compilação de boas práticas ao nível das Direcção-Geral e das Caritas Diocesanas a nível nacional.


Mercedes Pinto, FEC – Coordenadora Formação Angola
http://www.fecongd.org/projectos_angola_noticias1.asp?noticiaid=34075&tipo_id=270

Share This