A nível da Arquidiocese de Luanda, a celebração eucarística teve lugar na Paroquia Sagrado Coração de Maria, no Morro Bento. A Eucaristia foi presidida pelo bispo Auxiliar de Luanda, Dom Zeferino Zeca Martins.
Durante a missa, Dom Zeca Martins fazendo referencia ao dia da Caritas recomendou: “a vivência da vida cristã deve ser testemunhada por meio da caridade e não só das palavras”
O responsável do sector social e solidariedade da Caritas de Luanda, Fortes Teixeiras disse: “O dia da Caritas tem um grande significado para todos os cristãos e pessoas de boa vontade, uma vez que ela tem desenvolvido acções, no intuito de ajudar os mais necessitados a nível do país”.
A Caritas de Angola iniciou as suas actividades por volta do ano 1957, e as principais acções desenvolvidas foram de solidariedade e de apoio às comunidades religiosas afectadas pelos conflitos entre o exército Português e os guerrilheiros nacionalistas angolanos que lutaram pela independência. O primeiro presidente a liderar a Caritas de Angola em 1970, foi o Padre André Muaka e o casal Gândara, e funcionava como instituição autónoma da Caritas de Portugal, dando lugar os núcleos do secretariado arquidiocesano da Caritas de Angola.
Dada a natureza da Caritas de Angola, a sua área de intervenção geográfica é de todo território nacional. Ela deve funcionar de baixo para cima, iniciando pelas missões eclesiásticas de base (povoações, aldeias e bairros), Caritas diocesanas e Direcção Geral da Caritas de Angola.

Share This