Dom Zeferino Zeca Martins exortou as comunidades paroquiais a reforçar o serviço da Caritas tendo recordado que a fé do cristão é posta à prova na medida em que se solidariza com os mais pobres e doentes. O prelado fez esta declaração no final da procissão do corpo de Deus, na Igreja dos Remédios até ao hospital Josina Machel, neste domingo, 22 de Junho de 2014.
De acordo o prelado, a fé do Cristão é posta a prova na medida que cada um se solidariza pelo mais pequeno, “ por isso, é nosso apelo hoje, que em toda as paróquias de Luanda, onde não hajam serviço da Caritas estas sejam criadas, e onde existir sejam potenciadas, com a missão de defender, resgatar e promover a vida humana, trabalhando com as comunidades mas desfavorecidas, isoladas e empobrecidas, visando o pleno exercício da justiça, da solidariedade e da cidadania, rumo a uma vida digna e abundancia para todos e em cada um dos nossos irmãos” ( Jo. 10-10).
Segundo o Administrador Apostólico de Luanda, a igreja não pode ser ela sem amar o próximo como amor de Deus, a Natureza íntima da Igreja tem três dimensões: “O dever de anunciar a palavra de Deus, O dever da celebração dos sacramentos e o serviço da caridade”, são deveres que reclamam mutuamente, não pode um separado do outro.
Dom Zeferino Zeca Martins disse ainda, que o serviço da caridade é missão constitutiva da igreja, e é expressão irrenunciável da sua própria essência, é por essa razão que desde o início a igreja obedeceu aos ensinamentos do seu mestre Cristo, praticou com muita dedicação o serviço da caridade, viveu a caridade de modo concreto no serviço aos pobres, as viúvas, aos enfermos, aos abandonados. Jesus identificou-se com os mais necessitados, os enfermos, os nus, os emigrantes, os doentes, “ vivamos meus irmãos em fraternidade e em comunhão com os que não têm, assim seremos a igreja que Cristo quis. O livro dos atos dos apóstolos dá-nos testemunho de que os crentes viviam unidos, e possuíam tudo em comum vendiam terras e outros bens e distribuíam o dinheiro por todos de acordo as necessidades de cada um”.

Share This